Maior rede mundial de computadores zumbis é desarticulada na Espanha

Agência AFP

MADRI - A Guarda Civil espanhola anunciou nesta quarta-feira a desarticulação, junto com o FBI, da maior rede mundial de computadores "zumbis", com mais de 13 milhões de computadores pirateados sob controle de três espanhóis, que foram detidos.

Estes "computadores zumbis", espalhados por mais de 190 países, eram controlados pelos delinquentes que criaram esta rede, por meio da qual podiam obter dados pessoais, principalmente bancários, ou enviar spans.

São computadores particulares, mas também de empresas privadas e organismos públicos.

No computador do responsável por esta rede, detido em fevereiro no País Basco (norte), a Guarda Civil obteve informações pessoais de mais de 800 mil usuários.

Segundo os agentes, o responsável vivia desta rede de computadores "escravos", alugando-os com fins delituosos.