'God of War 3' pode trazer cena de sexo com a deusa Afrodite

Darius Roos, Portal Terra

SÃO PAULO - Stig Asmussen, diretor de God of War 3 (GoW3), informou que o jogo manterá os minijogos de sexo, pequenas fases em que é sugerido o relacionamento físico e íntimo entre alguns personagens.

O título é feito pela produtora Sony Santa Monica, da cidade de Santa Mônica, Estados Unidos, e roda no sistema de jogos eletrônicos PlayStation 3 (console PS3), da Sony.

No caso de GoW3, a sequência de sexo é contextualizada, tem motivo para existir. O blog Kotaku afirma que a cena envolverá o protagonista Kratos, a deusa Afrodite e ainda duas servas.

Em entrevista ao site UGO, Asmussen revelou que preferia não manter essas cenas. "Foi um debate interno. Preferia não ter essas cenas. Porém, no final fizemos tudo, e a deixamos com um propósito", completou.

De acordo com o diretor, caso não houvesse um bom argumento para existirem, todas as cenas de sexo poderiam ter sido cortadas. Como nenhuma foi descartada, acredita-se que serão relacionadas diretamente à história do jogo.

Os minijogos de sexo são famosos na série. Os dois primeiros episódios da trilogia e ainda a spin-off Chains of Olympus trazem minijogos sexualizados.

Jogo e série

God of War é uma série de ação inspirada na mitologia grega. Seu protagonista, Kratos, é um deus guerreiro que usa armas lendárias para enfrentar inimigos como cíclopes, minotauros e até a Medusa, uma das três Górgonas, filhas das divindades marinhas Fórcis e Ceto e irmã das velhas Gréias. Kratos morre ainda humano, porém retorna à vida para desafiar o poder dos Deuses do Olimpo.

O ponto inicial de GoW3 é a conclusão do episódio anterior. Kratos quer vingança e parte em uma viagem pelo tempo, apoiado por poderosos titãs liderados por Gaia. Do outro lado, os deuses Hades, Helios, Hermes e Poseidon, liderados por Zeus, reúnem-se para defender o Olimpo.

Na edição 2009 do Video Game Awards (VGA), uma espécie de "Oscar dos Jogos Eletrônicos", GoW3 conquistou o prêmio de "Melhor Promessa para 2010".

A história principal de GoW é uma trilogia, contada pelas edições 1, 2 e 3 do jogo. Há, entretanto, dois outros títulos: Chains of Olympus, que é prequência e narra eventos anteriores aos vistos na aventura original, e Betrayal, com fatos ocorridos logo após o fechamento do primeiro GoW.

O jogo original estreou em 2005 para o sistema de videogame PlayStation 2 (console PS2).

Stig Asmussen, diretor de GoW3, confirmou a existência de partidas online, inclusive mencionando a possibilidade de criar um tipo de "Aposento do Desafio" na forma de conteúdo adicional.

"Isso pode fazer muito sentido se for habilitado para download", disse Asmussen à revista Gamepro. "É algo que precisamos ver. Quando o jogo estiver sendo vendido, faremos novos (desafios)", disse. "É um dos caminhos que a série tem seguido", completou Asmussen. Durante o bate-papo, foi mencionada a possibilidade de serem criados em modos multijogador, colocando os jogadores em combates uns contra os outros em uma espécie de "Aposento do Desafio".