Amazonas pode ter o primeiro caso da influenza A entre Yanomamis

Agência Brasil

MANAUS - A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) informou hoje (5) que um menino indígena da etnia Yanomami pode ter contraído o vírus da influenza A (H1N1) gripe suína, após viajar ao município de Santa Isabel do Rio Negro, a 630 quilômetros de Manaus, no norte do Amazonas.

A criança passou por exame laboratorial e aguarda o resultado da análise, previsto para ser apresentado na próxima sexta-feira (8). O garoto tem 10 anos de idade e pertencente a uma comunidade distante 100 quilômetros de Santa Isabel do Rio Negro.

No último domingo (3), o menino foi levado de helicóptero de volta para a sede do município de Santa Isabel do Rio Negro e internado em um hospital. Ele está medicado, passa bem e deverá ficar em observação por tempo indeterminado. Não há risco de morte. Além deste caso, existem apenas outros dois registros da doença, confirmados laboratorialmente, entre os indígenas da etnia. São dois adultos do sexo masculino, ambos de 28 anos, e também da mesma aldeia próxima a Santa Isabel.

A suspeita de que o vírus da influenza A (H1N1) gripe suína possa estar circulando nessa região do Amazonas levou a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), vinculada a Secretaria de Saúse do Amazonas, a determinar o deslocamento de uma equipe médica para Santa Isabel do Rio Negro. Conforme disse o diretor da FVS, Bernardino Albuquerque, à Agência Brasil, o objetivo da ação é identificar as dimensões do problema.

Segundo a secretaria de Saúde do município não há nenhuma anormalidade, mas queremos prevenir e manter o combate contra essa doença , destacou.

O Amazonas tem 194 casos de gripe A confirmados. Além de Manaus, a FVS informou que houve transmissão da doença nos municípios de Tefé, Tabatinga e Manacapuru.