GO: SMS informa tempo que ônibus demora para chegar à parada

Márcio Leijoto, Portal Terra

GOINIA - Os usuários do transporte público em Goiânia e região metropolitana são os primeiros do País a contar com um serviço via SMS que informa em tempo real quanto falta para o ônibus chegar a um dos 4 mil pontos de ônibus espalhados na capital e em cidades do entorno. No primeiro dia de funcionamento, mais de 18 mil torpedos foram enviados.

As mensagens de texto são um dos sete componentes do Serviço de Informação Metropolitano (SIM), lançado pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Goiânia (Setransp). Entretanto, é preciso saber o número do ponto de ônibus para ser informado pelo SMS. E a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), órgão público responsável pela área na região, não fez ainda a licitação para instalação de pontos com a numeração.

Por isso, o passageiro que quiser utilizar o serviço precisa ou acessar o site do Consórcio Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) - www.rmtcgoiana.com.br - ou ligar para a central de atendimento 0800 648 2222 e se informar. O Setransp garante que, a partir da próxima semana, os números serão colocados nos pontos de forma improvisada até que a CMTC providencie as novas instalações - algo prometido para ocorrer em 90 dias.

O serviço foi lançado na quinta e, na sexta-feira, passava por alguns reajustes. As informações ainda chegavam incompletas. Em alguns pontos, não aparece no SMS todas as linhas disponíveis. A reportagem fez um teste em três pontos na Avenida Araguaia. Dos 19 ônibus observados, 17 passaram alguns segundos antes do previsto no SMS e dois passaram um minuto adiantados.

Entretanto, pelo menos oito linhas que passavam nestes três pontos não apareciam nos SMS. Essa era a principal reclamação dos passageiros que usaram pela primeira vez o sistema. "É muito bom isso. Não vou precisar ficar tomando sol ou chuva mais em ponto de ônibus. Venho no horário certo agora. Pena que o meu ônibus ainda não está aí (no torpedo)", disse a manicure Silvana Santos, que iria pegar a linha 042, em um dos pontos da Araguaia.

"Eu posso vir para o centro e saber a hora exata que vou ficar por aqui. É muito bom isso. Agora preciso aprender a mexer com isso no celular", diz a aposentada Maria das Graças, 63 anos. O ônibus que ela pegou, o da linha 257, passou no horário previsto no SMS.

Para receber os horários, o usuário tem que digitar as letras "pt", em minúsculo, dar um espaço e teclar o número do ponto. Depois mandar a mensagem para o número 28000 (28028, se a operadora de celular for a TIM). Em segundos, a mensagem chega. A reportagem fez um novo teste. Mandou dez mensagens e houve retorno em nove das tentativas.

O serviço ainda não é amplamente divulgado. Apenas a imprensa local falou sobre o assunto. Por isso, alguns usuários não conhecem. Nos três pontos visitados pela reportagem na avenida Araguaia, no final da tarde de sexta-feira, apenas o universitário Pedro Henrique Batista sabia do serviço. "Eu usei hoje e deu certo. É bom porque aqui dá muita gente nos horários de entrada e saída das faculdades e eu não preciso mais enfrentar o tumulto", comentou.

O presidente do Setransp, Décio Caetano Filho, disse que o SIM representa uma nova forma de as empresas de transporte público se relacionarem com os usuários. "Nós somos pioneiros neste tipo de serviço, em tempo real, no país. Existe lugar que tem a planilha de horários nos pontos, mas se há um engarrafamento, o usuário não tem como saber o horário certo. No nosso caso, ele vai saber, porque todos os ônibus são equipados com GPS e temos um controle das linhas pelo Google Maps, podemos calcular com precisão o tempo que o ônibus vai demorar para fazer determinado trecho", disse.

Para Caetano Filho, o SIM também vai trazer melhorias a longo prazo, já que as empresas vão poder melhorar o serviço conforme os atendimentos e as queixas forem sendo feitas pela internet ou pelo telefone. "Estamos priorizando a informação. Isso vai dar uma agilidade ao transporte público. O usuário vai ganhar muito em tempo e qualidade de serviço, tendo acesso a mais informações sobre as linhas que utiliza e tendo mais facilidade para dialogar com as empresas. Antes ele procurava a imprensa para reclamar, agora pode ligar para o nosso 0800 ou acessar o site", disse.

Além do SMS e do Call Center, o SIM também conta com um site que detalha o itinerário e o tempo de cada linha, terminais multimídias com informações gerais do sistema de transporte coletivo, as rotas disponibilizadas no Google Maps. Os quiosques ainda serão implantados nos terminais de ônibus e em shoppings.

"E tudo foi possível graças ao SIT, que é um software desenvolvido pela Volvo, que está em cada um dos ônibus e permite um rastreamento em tempo real", disse Caetano Filho. O serviço teve um custo total de R$ 50 milhões, bancado pelas concessionárias do serviço.