Temporão participa de caravana de combate à dengue em Pernambuco

Agência Brasil

RECIFE - Pernambuco é o primeiro estado do país a receber a caravana do Ministério da Saúde para prevenção e combate à dengue. As ações iniciaram nesta terça-feira, na capital pernambucana, depois de solenidade no Palácio do Campo das Princesas, com a presença do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e do governador Eduardo Campos. A comitiva percorrerá mais de 10 mil quilômetros em nove estados para conscientizar a população sobre as formas de evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença.

A caravana será um encontro entre representantes do Ministério da Saúde e gestores da saúde pública estaduais e municipais, durante o mês de novembro, para discutir estratégias de erradicação do mosquito da dengue.

De acordo com o ministro, o estado foi escolhido para o lançamento do projeto por conta dos bons resultados obtidos no combate à doença: comparado a dados do ano passado, a redução chegou a 86%. Pernambuco saiu da marca de 37.695 casos em 2008 para 4.928 em 2009.

A secretária executiva de vigilância em Saúde, Inês Costa, afirma que o investimento em campanhas domiciliares levou à redução de casos na região.

- Os moradores têm recebido uma cartilha com todas as orientações sobre o combate aos criadouros. A conscientização de todos os moradores vem sendo o norte de toda a campanha -explica.

A médica afirmou ainda que os municípios mais pobres recebem visitas com orientação da vigilância e que as lideranças comunitárias dessa região funcionam como agentes de propagação, explicando as formas de erradicar os meios de proliferação do Aedes aegypti, o mosquito transmissor.

Recentemente o Ministério da Saúde divulgou um relatório que aponta redução de 47,9% nas notificações da doença, confirmando tendência verificada nas avaliações já feitas em 2009.

O estudo comparou os registros de casos de dengue nos estados e no Distrito Federal entre janeiro e quatro de julho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Nesse intervalo, em 2009, foram notificados 387.158 casos da doença, contra 743.517 em 2008.

Os números indicam que o Rio de Janeiro apresentou a maior queda do número de casos: 96,2%. Já no estado da Bahia, o índice de infectados saltou de 32.335 em 2008 para 93.773 em 2009.

Na tarde de hoje, o ministro segue para Salvador, onde dará continuidade à campanha.