UFMG apresenta avião de acobracias inédito no Brasil

Portal Terra

BELO HORIZONTE - O Centro de Estudos Aeronáuticos (CEA) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apresentou, nesta quarta-feira, o primeiro avião brasileiro com capacidade para voar na classe ilimitada, a categoria mais elevada das competições internacionais de acrobacias aéreas.

O coordenador do projeto e professor de Engenharia Aeronáutica da UFMG, Paulo Iscold, explicou que o CEA-309 Mehari é "capaz de realizar manobras ousadas e complexas, como piruetas, loopings e rasantes atingindo até 400º por segundo e 430 km/h. É um protótipo desenvolvido para competir em nível internacional," disse.

O desenvolvimento da aeronave teve início há seis anos, quando o coordenador apresentou ao piloto de testes e financiador do projeto, Marcos Geraldi, a proposta de construir um avião de categoria ilimitada com o custo operacional da categoria intermediária.

A utilização de um motor de quatro cilindros no lugar do motor com seis, tradicionalmente utilizado em aeronaves da categoria ilimitada, foi o passo principal para a redução em até quase 70% do valor de construção da aeronave em relação aos aviões similares.

- A estrutura de fibra de carbono, normalmente utilizada nesse tipo de avião, foi substituída por outros materiais como aço-cromolibdênio e madeira frejó, reduzindo o custo sem prejudicar o desempenho - explicou Geraldi.

Os estudos e testes com o Mehari contaram com a participação dos alunos do curso de Engenharia Mecânica da UFMG. Os alunos colaboraram na concepção da aeronave com a realização de cálculos, desenhos e na construção da estrutura do avião.