Conquista da Lua estará disponível na internet

Agência AFP

SAN FRANCISCO, ESTADOS UNIDOS - Site relembra as conquistas de Neil Armstrong, permitindo aos internautas reviver, em tempo real, todas as etapas da missão Apollo 11, que levou o homem à Lua em 16 de julho de 1969.

O site wechoosethemoon.org ("nós escolhemos a Lua", numa tradução livre) procura "atualizar" este acontecimento histórico, mobilizando todas as novas tecnologias disponíveis atualmente e "transportando" o acontecimento para 2009.

Para isso, serão promovidos alertas, no serviço de microblog Twitter, à medida que a missão avança, com os preparativos para o pouso: "Acabamos de saber que Neil Armstrong será o primeiro homem a caminhar sobre a Lua. Confirmação"; "Começa a contagem regressiva do Apollo 11".

Uma reconstrução muito realista da célebre epopeia espacial permitirá que as pessoas acompanhem o acontecimento de forma inédita até o dia 20 de julho, graças a uma sofisticada combinação de gravações feitas na época pela Agência Espacial Americana (Nasa).

Nada das imagens granuladas e borradas, em câmera lenta, que se tornaram tão familiares e foram retransmitidas diretamente para televisões do mundo inteiro: o site espanou o pó da história para recriar a cobertura midiática desta façanha científica.

- Será possível ver e ouvir muito mais coisas do que o que os telespectadores puderam observar em 1969. Nenhum meio jamais cobriu o acontecimento desra forma, minuto a minuto, durante os quatro dias da missão - explicou Tom McNaught, que trabalha no projeto.

As gravações da comunicação entre a tripulação da Apollo 11 e os técnicos de controle em solo americano também poderão ser ouvidas no site, que ficará disponível por um ano.