Comer frutas cítricas pode ajudar a prevenir a obesidade

Portal Terra

TORONTO - Descoberta de pesquisadores canadenses pode resultar em mais uma ajuda para quem perde o sono por conta do ganho de peso e da síndrome metabólica (transtorno complexo, caracterizado por um conjunto de fatores de risco cardiovasculares, relacionados com resistência à insulina e obesidade abdominal). Eles constataram que um flavonoide encontrado em frutas cítricas (como laranja e limão), chamado naringenina, oferece grandes promessas de prevenção desses problemas.

Para chegar a tal conclusão, forneceram uma dieta rica em gordura para alguns camundongos e os dividiram em dois grupos, sendo que apenas um foi tratado com naringenina. O produto corrigiu as elevações de triglicérides e colesterol, preveniu o desenvolvimento de resistência à insulina, normalizou o metabolismo de glicose e reprogramou o fígado para queimar o excesso de gordura em vez de armazená-la.

- A obesidade que se desenvolve nesses camundongos foi completamente prevenida pela naringenina. Não houve supressão do apetite ou diminuição da ingestão alimentar, o que muitas vezes são as bases das estratégias de redução de peso e das suas consequências metabólicas - disse o cientista Murray Huff, do Instituto de Pesquisa Robarts, da Universidade de Western Ontario, ao site Science Daily.

Os próximos passos da equipe são verificar se o flavonoide previne doenças cardíacas em animais e explorar a possibilidade de ensaios clínicos para determinar sua segurança e eficácia em humanos. - O estudo mostra que a naringenina corrige muitos dos distúrbios metabólicos ligados à resistência à insulina e representa uma promissora abordagem terapêutica para a síndrome metabólica - finaliza Huff.