SP: avó da menina que morreu por gripe suína está contaminada

Agência Brasil

SÃO PAULO - A avó da menina que morreu no dia 30 de junho em consequência da influenza A (H1N1), num hospital particular de Osasco (SP), também foi contaminada pelo vírus. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde de Osasco.

Segundo a prefeitura, ainda não foi possível determinar como a menina contraiu o vírus da nova gripe.

Além da avó, o pai, a mãe, o irmão e três primos da menina já haviam sido contaminados. A mãe e o irmão passam bem e já estão em casa, mas o pai continua internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. A avó e um dos primos também estão hospitalizados.

O serviço municipal de saúde da cidade registrou, além do aumento sazonal verificado neste período do ano, alta de 30% no movimento das unidades de saúde. A maioria das pessoas busca informações sobre a doença.