ONU: US$ 1 bi para ajudar pelo menos 49 países pobres contra a gripe

JB Online

DA REDAÇÃO - O secretário geral das Organizações das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse nesta segunda-feira que seria necessário mais de US$ 1 bilhão para ajudar os países pobres a combater a gripe suína. A doença já matou 429 pessoas no mundo, com 94.512 contaminados até esta segunda. No Brasil houve uma morte, no Rio Grande do Sul, com 885 em todo o país. Quase metade dos casos foram em São Paulo.

Segundo o secretário, o financiamento não está fluindo como a ONU esperava, embora a organização esteja mobilizando "todos os recursos possíveis". Em entrevista coletiva nesta segunda, Ban Ki-moon explicou que a verba poderia garantir aos países mais pobres ter acesso a vacinas e drogas antivirais para o caso da doença se espalhar ainda mais.

No dia 3 de julho, em um seminário sobre a gripe suína, realizado no México, a diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, afirmou que a propagação do vírus H1N1 pelo mundo não pode mais ser contida. Segundo Chan, o motivo é que mais de 100 países registravam a doença. Em coletiva nesta segunda, Margaret Chan disse aos doadores que 49 países pobres precisam de um estoque mínimo de vacinas.

Segundo a dirigente da OMS, esses países - não citados por ela na coletiva - têm sistema de saúde fracos, por não terem antivirais, vacinas nem antibióticos.