Brasil registra primeira morte por gripe suína

JB Online

DA REDAÇÃO - Brasil registrou neste domingo o primeiro caso de morte por gripe suína, 64 dias depois de Organização Mundial de Saúde (OMS) decretar pandemia. Um caminhoneiro de 29 anos, do Rio Grande do Sul, que esteve na Argentina por sete dias, morreu após contrair a doença.

De acordo com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, o homem começou a manifestar sintomas a partir de 15 de junho, com febre, tosse e dores pelo corpo. Após retornar ao Brasil, ele foi internado em um hospital de referência no dia 20 de junho, e recebeu diagnóstico de gripe suína. No dia 23, seu estado piorou e ele passou a apresentar insuficiência respiratória, vindo a falecer neste domingo.

- O ministério lamenta a morte e reafirma que está lançando mão de todos os esforços para conter a doença e evitar óbitos, reforçou Temporão.

Ele esclareceu por que nos últimos dias o número de casos apresentou um significativo aumento. De acordo com o ministro, as férias aliadas à baixa temperatura do inverno provocou este aumento, já que muitas pessoas passaram a viajar, o que facilita a circulação do vírus.