IBM destinará US$3 bi para projetos na Europa e Ásia

REUTERS

ESTADOS UNIDOS - A IBM vai destinar US$ 3 bilhões para financiar projetos de infra-estrutura na área de tecnologia na Europa e na Ásia, que podem receber incentivos governamentais.

A medida, anunciada nesta quarta-feira, segue anúncio semelhante de US$ 2 bilhões que a empresa de tecnologia e consultoria de computação está disponibilizado nos Estados Unidos, como parte da busca da IBM por negócios para os quais recursos do Estado possam não estar imediatamente disponíveis.

A IBM Global Financing tinha US$ 36 bilhões ligados a projetos ao final de 2008 no formato de medidas como financiamento comercial e aluguel de ativos nos setores público e privado. Sua mais recente iniciativa aparece na mesma época em que outros provedores de infra-estrutura como os fornecedores de equipamentos de telecomunicação Ericsson e ZTE estão, cada vez mais, fornecendo empréstimos para clientes com problemas de caixa, devido à crise econômica global.

A IBM agora oferece taxas de juros mais baixas, posterga prazos de pagamento e disponibiliza crédito estruturado para, por exemplo, projetos de tecnologia na área de saúde. Os US$ 3 bilhões serão divididos entre a Europa, que ficará com US$ 2 bilhões, e a região Ásia-Pacífico, com US$ 1 bilhão. Os US$ 2 bilhões previstos para os EUA também atenderão a projetos no Canadá.

- Esses projetos de incentivo e outros projetos de governo para indústrias mais sustentáveis são uma enorme oportunidade para nós - afirmou o diretor de marketing da IBM Global Financing, Nick Gallop, à Reuters, por telefone.

- Financiamentos governamentais, com a melhor boa-vontade do mundo, levam tempo. Podemos tomar decisões mais rápidas agora e dar às empresas a oportunidade de dar partida (nos projetos) - acrescentou.