Gigante da Guerra Fria é afundado e vira recife artificial

Portal Terra

FLÓRIDA - Um importante personagem da Guerra Fria - período histórico de conflitos indiretos e estratégicos entre Estados Unidos e Rússia (1947 - 1991) - deu adeus ao mundo para sempre. O navio da Marinha americana USS Vandenberg (Gen. Hoyt S. Vandenberg) foi a pique intencionalmente nesta quarta-feira, no sul da Flórida, para se tornar um dos maiores recifes artificiais do planeta.

O naufrágio forçado do gigante de 159 m de comprimento e cerca de 17 mil t foi transmitido por emissoras locais de televisão. Pelo menos 42 explosivos instalados no casco foram necessários para afundá-lo em apenas dois minutos.

A embarcação agora descansa a 43 m de profundidade em uma região a 11 km da costa de Key West, na Flórida. O objetivo é criar um recife artificial para servir como perfeito ecossistema para diversas espécies de peixes e estimular o turismo. Além disso, a iniciativa pretende proteger a biodiversidade dos recifes naturais de Key West, já desgastadas pela pesca excessiva e pelos fenômenos naturais.

O custo da operação foi de US$ 8,6 milhões. O USS Vandenberg é o segundo maior navio a virar recife artificial nas águas da Flórida. Durante a Guerra Fria, a embarcação desempenhou um papel fundamental de monitoração dos lançamentos espaciais da Nasa, agência espacial americana, nas décadas de 1960, 1970 e início dos anos 1980.