Nasa não consegue desatolar Spirit em Marte

Jornal do Brasil

ESTADOS UNIDOS - O pequeno robô Spirit, que explora Marte há cinco anos junto com seu gêmeo Opportunity, está atolado há várias semanas na areia do planeta vermelho, sem que os cientistas da Nasa consigam retirá-lo.

- É um problema grave admitiu John Callas, diretor do programa dos robôs Spirit e Opportunity no Jet Propulsion Laboratory da Nasa, em Pasadena. O Spirit está numa situação muito difícil. Procedemos com método e precaução, mas poderemos levar semanas para conseguir movimentá-lo novamente.

De qualquer forma, aproveitamos para aprender mais, graças aos instrumentos científicos do robô, sobre as propriedades físicas do solo marciano que nos causa todos estes problemas , ressaltou Callas.

O Spirit chegou a Marte em 4 de janeiro de 2004 para uma missão inicial prevista para apenas três meses, e foi seguido três semanas mais tarde por seu gêmeo Opportunity.

Os robôs permitiram a obtenção indicações valiosas sobre traços de água na superfície de Marte que talvez tenham permitido em algum momento a existência de formas de vida, graças a centenas de milhares de imagens de uma precisão sem precedentes.

Tentativas

Nos últimos dias, os controladores do JPL tentaram tudo que sabem para liberar o veículo. Mas suas rodas afundaram ainda mais na areia e, ontem, até a barriga da sonda tocava o solo marciano. Para tornar o processo ainda mais difícil, apenas cinco das seis rodas do Spirit estão funcionando uma parou por problemas mecânicos há três anos. Por isso, os cientistas resolveram deixar o Spirit quieto, por enquanto, até que elaborem uma solução que aumente a tração e o desatole. O ambiente marciano será recriado na Nasa para estudos de movimentos.