Alemão obcecado por garota da Web mata brutalmente o namorado

REUTERS

LONDRES - Um alemão foi considerado culpado na segunda-feira pelo brutal assassinato de um britânico, cuja namorada o deixou obcecado após tê-la conhecido em um website.

David Heiss, 21, esfaqueou 86 vezes Matthew Pyke em um ataque violento após viajar da Alemanha até a cidade inglesa de Nottingham, onde o casal morava.

Antes de morrer após o ataque em setembro do ano passado, a corte ouviu que Pyke, 20, se programou para escrever 'Dav' - três primeiras letras do nome de Heiss - na lateral de seu computador usando o próprio sangue, informou a Press Association.

O jovem, que negou o assassinato e disse que agiu em legítima defesa, teve decretada a prisão perpétua e foi informado que trabalharia pelo menos 18 anos na cadeia.

A corte ouviu que Heiss se apaixonou pela namorada de Pyke, Joanna Witton, por meio de um site de jogos de guerra.

Heiss começou a bombardear Joanna com mensagens de amor, visitou o casal duas vezes e os importunou até que, finalmente, eles o bloquearam no site.

Poucos dias antes do assassinato, o rapaz enviou um email para Pyke dizendo que 'tinha algo que gostaria de dar a ele'.

- Foi um ato que nasceu da obsessão e ódio em igual medida. Foi obsessão por Joanna Witton e ódio por Matthew, porque era namorado da Joanna - afirmou o promotor Shaun Smith.

As famílias de Witton e Pyke disseram em um comunicado:

- Não é justo que todo nós devamos viver dessa forma para o resto de nossas vidas por causa das ações de um homem. Ele tirou um maravilhoso, caridoso e amoroso jovem de todos nós.