Europa temeu disseminação de dengue a partir do Brasil no ano passado

Agência Notisa

RIO - Em tempos de gripe suína, a última edição da Revista de Saúde pública traz um artigo que revisa os acontecimentos da dengue no Brasil. Segundo Maria Glória Teixeira e colegas, a virose é uma das mais importantes para o Brasil "no que diz respeito tanto ao número de casos notificados como no risco de ocorrência desta doença no mundo". De acordo com os pesquisadores, o país é o mais afetado pela doença no século 21: entre 2000 e 2005 teve mais de três milhões de doentes.

Segundo o texto de resumo, no artigo os autores discutem as alterações epidemiológicas dos últimos anos da doença. Um exemplo é a mudança da faixa etária da dengue hemorrágica, que no texto é apontada como doença que tem atingido indivíduos com menos de 15 anos, Maria Teixeira e colegas buscam apontar os fatores que contribuíram para tal quadro, entre outras transformações. Além disso, apontam o contexto da epidemia de 2008 no Rio de Janeiro e sua repercussão na comunidade internacional, que se mostrou apreensiva com a possível disseminação para o continente europeu.

"Esta conjuntura aponta para a necessidade de a comunidade científica mundial renovar esforços para gerar conhecimentos que possibilitem o aperfeiçoamento e avanço no desenvolvimento de novas ferramentas e estratégias de prevenção da dengue", alertam.

Leia o artigo completo em inglês