População de macaco ameaçado triplica na China

Portal Terra

PEQUIM - A população de uma espécie de macaco de nariz pontudo, que vive em grande número na Reserva Natural de Montanha de Neve de Baima, na província de Yunnan, sudoeste da China, quase triplicou nos últimos 26 anos, anunciou nesta segunda-feira o chefe do departamento de administração da reserva, Xie Hongfang.

O número de indivíduos passou de 500, em 1983, para cerca de 1,3 mil, atualmente, devido à melhora das condições de seu habitat natural e à diminuição da caça ilegal, acrescentou Xie.

No total, há cerca de 2 mil macacos de nariz pontudo de Yunnan, a maioria vivendo em Daqing e os outros nas áreas vizinhas da Região Autônoma do Tibet. Mais de 60% dos animais vivem na Reserva Natural de Montanha de Neve de Baima, que ocupa 190 mil hectares e se localiza na Prefeitura Autônoma de Etnia Tibetana de Diqing, noroeste da província de Yunnan.

A espécie, incluída na lista de proteção estatal, é uma dos três raças de macacos de nariz pontudo em extinção que habitam as províncias de Sichuan, Yunnan e Guizhou, todas no sudoeste da China.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais