Milhares reúnem-se em Madri para missa contra lei do aborto

REUTERS

MADRI - Centenas de milhares de pessoas de toda a Espanha se reuniram neste domingo para uma missão ao ar livre no centro de Madri, com o objetivo de defender os valores católicos diante de algumas medidas do governo, como uma nova lei sobre o aborto.

Durante a missa, o arcebispo de Madri e presidente da Conferência Episcopal espanhola, Antonio María Rouco, instou as pessoas a preservar 'a verdadeira família'.

- Preocupa o número dos que são sacrificados pela crueldade do aborto, uma das marcas mais terríveis de nosso tempo tão orgulhoso de si mesmo e de seu progresso - afirmou.

O governo de José Luis Rodríguez Zapatero quer aprovar em 2009 uma nova lei do aborto e está estudando a possibilidade de aplicar uma norma de prazos, que permite interromper a gravidez livremente nas primeiras semanas de gestação.

A legislação atual permite o aborto em casos como os de má formação do feto e risco para a saúde da mãe. A concentração católica começou com uma mensagem enviada pelo papa Bento 16, em que pediu que se trabalhe em defesa da família.