Ativistas usam mau cheiro como arma para proteger baleias

Portal Terra

TÓQUIO - Um grupo que defende o fim da pesca da baleia disse que seus membros usaram "bombas" que produzem mau cheiro contra um barco japonês que acusam de estar sendo usado para capturar os cetáceos na região da Antártida.

Segundo o grupo Sea Shepherd, a embarcação de pesquisa japonesa foi alvo de dez garrafas com acido butanóico - substância que tem um cheiro forte e desagradável e está presente na manteiga rançosa e no vômito -, 15 garrafas de uma substância química chamada metil celulose e de tintura.

Os dois barcos também chegaram a se chocar no incidente, que ocorreu na manhã de sexta-feira no território antártico australiano. O grupo Sea Shepherd disse que o objetivo do ataque foi intimidar os tripulantes do barco japonês e afastá-los das águas australianas.