Nasa divulga imagem de "metrópole estelar"

Portal Terra

WASHINGTON - A Nasa, agência espacial americana, divulgou nesta terça-feira a imagem de uma espécie de "metrópole de estrelas", aglomeração estelar com milhares de corpos celestes que se mantêm juntos pela ação da gravidade. Aos olhos do ser humano, o fenômeno se assemelha a uma bola de neve, como se as estrelas fossem os flocos, devido ao forte brilho gerado.

A fotografia, captada pela sonda espacial Hubble, é da aglomeração estelar M13, situada na constelação de Hércules, a uma distância de 25 mil anos-luz da Terra.

A M13 possui mais de 100 mil estrelas que se movimentam em uma região circular com cerca de 150 anos-luz de diâmetro. As estrelas passam o período de sua existência se locomovendo em torno do pólo, como um redemoinho.

Segundo a Nasa, a "metrópole estelar" pode ser facilmente observada no céu à noite, durante o período de inverno nos Estados Unidos. A densidade perto do núcleo do aglomerado é cem vezes maior do que a do Sol.

No seu interior, as estrelas podem colidir entre si, formando novos corpos celestes, chamados de "estrelas errantes". O brilho avermelhado é proporcionado pelas estrelas gigantes anciãs e o azul e branco pelas estrelas mais quentes.

As aglomerações possuem algumas das estrelas mais velhas do universo - provavelmente nasceram antes da Via Láctea - e por isso são mais antigas do que qualquer uma das existentes na nossa galáxia. A imagem divulgada foi obtida durante missões de observação do Hubble realizadas em novembro de 1999, abril de 2000, agosto de 2005 e abril de 2006.