Selecionados 49 projetos com células-tronco para apoio financeiro

JB Online

BRASÍLIA - O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) e o Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde (MS) divulgaram os projetos de pesquisas com células-tronco que receberão um total de R$ 10 milhões para desenvolverem inovadores procedimentos terapêuticos.

Das 148 propostas submetidas, 49 receberão apoio para pesquisar células-tronco embrionárias, células-tronco adultas derivadas da medula óssea, células-tronco derivadas do cordão umbilical e células-tronco derivadas de outros tecidos.

Com este apoio, o CNPq e a Secretaria visam induzir a geração de novos conhecimentos, investindo tanto nas pesquisas básicas, pré-clínica e clínica, e contribuir para o desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos, com potencial de aplicação para a área de saúde humana.

De acordo com o coordenador do Programa de Pesquisa em Biotecnologia e Recursos Genéticos, Sérgio Lessa, o último edital do CNPq que financiou pesquisas com células-tronco foi em 2005. Foram aprovados 45 projetos, num total de R$ 10,5 milhões.

Destes projetos, seis estudaram células-tronco embrionárias humanas. As pesquisas apoiadas por este edital tiveram duração de quase dois anos, encerrando-se em 2007.

As pesquisas em terapia celular são de suma importância para os avanços da saúde humana, pois buscam restaurar a função de um órgão ou tecido, por meio do transplante de células para substituir as que foram perdidas por alguma doença, ou para substituir as que não funcionam adequadamente por defeito genético.