Resgatada peça roubada do Partenon na 2ª Guerra

Agência AFP

GRÉCIA - Um fragmento de mármore do Partenon, um dos mais conhecidos e antigos templos da Grécia, foi devolvido ao seu país de origem décadas depois de ter sido roubado por um soldado austríaco durante a Segunda Guerra Mundial, informa a Reuters.

A peça, com 7 cm de altura e 30 cm de comprimento, foi retirada da Acrópole de Atenas em 16 de fevereiro de 1943, durante os três anos de ocupação do território grego pelas tropas alemãs.

A neta do soldado, a sueca Martha Dahlgren, herdou a raridade e resolveu devolvê-la à Grécia.

- Hoje nos honramos com a devolução dessa peça arquitetônica. É uma devolução muito significativa - afirmou o ministro grego da Cultura, Mijalis Liapis, em comunicado.

Este é o terceiro fragmento que retorna ao país recentemente após o Vaticano e um museu da Sicília, na Itália, devolverem peças no mês passado e em setembro. Os gregos intensificaram nos últimos anos a campanha para recuperar objetos antigos e restos da estrutura do Partenon.

Alguns fragmentos de mármore também foram retirados por Lord Elgin, embaixador britânico no império Otomano em 1801. Também conhecidos como mármores de Elgin, foram comprados pelo Museu Britânico, em 1816, e exibidos como umas das peças mais apreciadas da coleção em Londres.

Apesar dos apelos, o Museu Britânico se negou a devolver as peças, alegando que os estatutos da instituição não permitem.