China tem 294 mil crianças doentes por causa da melamina no leite

Agência AFP

PEQUIM - O ministério da Saúde da China reconheceu nesta segunda-feira que 294 mil crianças ficaram doentes depois de ingerir produtos lácteos que continham melamina, e entre elas 154 se encontram em estado grave.

Em um comunicado publicado em seu site, o ministério indica que o número de crianças que morreram pode aumentar, além dos quatro óbitos já registrados.

Milhares de crianças ficaram doentes em setembro e outubro na China depois de consumir leite contaminado com melamina, um producto químico normalmente utilizado na fabricação de resinas e colas.

A melamina, que primeiro apareceu no leite para lactantes, foi descoberta mais tarde em uma série de produtos lácteos fabricados na China.

Isso desencadeou um novo escândalo sobre a falta de segurança de certos produtos, tanto alimentícios como de outros setores, fabricados na China nos últimos anos.

Até o momento, o número oficial de crianças chinesas vítimas do leite contaminado com melamina era de 53 mil. As cifras publicadas na noite de hoje são quase seis vezes superiores.

Segundo o site do Ministério da Saúde, 51.900 crianças foram hospitalizadas e 861 permanecem internadas, sendo 154 em estado grave.

O escândalo explodiu quando várias crianças alimentadas com o leite contaminado apareceram com pedras nos rins, algo pouco frequente na infância.