Workshop discute primeiro rádio brasileiro em ondas decimétricas

JB Online

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - De 28 de julho a 1o de agosto, acontece o Brazilian Decimetric Array Workshop no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos. Cientistas brasileiros, indianos e norte-americanos irão discutir o andamento do projeto Arranjo Decimétrico Brasileiro - ou simplesmente BDA, do inglês Brazilian Decimetric Array. Desenvolvido no INPE, o instrumento BDA irá aperfeiçoar a previsão do clima espacial.

O BDA será o primeiro rádio-interferômetro em ondas decimétricas desenvolvido e construído no Brasil, com mais de 50% de tecnologia nacional, empregando modernas técnicas de interferometria para operar com altas resoluções espacial e temporal.

Será capaz de gerar 10 imagens do Sol por segundo, bem como sua análise em tempo real, utilizando uma máquina de arquitetura paralela e um software que implementa a técnica de tomografia espectral e que permite inclusive a análise de loops solares.

O projeto BDA é coordenado por Hanumant S. Sawant, da Divisão de Astrofísica do INPE, e conta com a colaboração de diversas instituições nacionais e estrangeiras, como o Indian Institute of Astrophysics, o Tata Institute of Fundamental Research do National Center for Radio Astronomy, ambos da Índia, a Universidade da Califórnia - Berkeley, além da Universidade Federal de São Carlos, da Pontifícia Universidade Católica de Poços de Caldas e da Universidade do Vale do Paraíba.

Segundo Sawant, o BDA, que é único na América Latina, cobrirá uma lacuna entre os instrumentos situados na Europa e nos Estados Unidos, abrangendo uma cobertura de 24 horas de observações do sol e da astronomia no mundo.

Terá aplicações no programa de Previsão do Clima Espacial através da observação dos fenômenos solares, em investigações das emissões de rádio fontes galácticas e extragalácticas no céu do hemisfério sul, bem como permitirá a transferência de tecnologia, na área de engenharia espacial, para o INPE e para a indústria brasileira, colocando o Brasil no seleto grupo de países que dispõem deste serviço.