Inpe anuncia dados de desmatamento

JB Online

BRASIL - O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCT) vai divulgar os dados do sistema Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter) da Amazônia, de abril, nesta segunda-feira. Na ocasião, também será apresentado o relatório "Monitoramento da Cobertura Florestal da Amazônia Brasileira por Satélites", com a descrição metodológica detalhada do sistema Deter e do conceito de desmatamento, que envolve corte raso e degradação florestal progressiva.

O relatório apresenta uma caracterização quantitativa a partir de dados de campo, dados do sistema Prodes e imagens com resolução espacial mais detalhada.O sistema Deter utiliza dados do sensor Modis do satélite Terra/Aqua e do sensor WFI do satélite sino-brasileiro Cbers, com resolução espacial de 250 metros. Em operação desde 2004, o Deter foi concebido como um sistema de alerta para suporte à fiscalização e controle de desmatamento.

São mapeadas áreas de corte raso e em processo de desmatamento por degradação florestal. Por conta da resolução limitada é possível detectar apenas polígonos de desmatamento, com área maior que 25 hectares. Devido à cobertura de nuvens, nem todos os desmatamentos maiores que 25 hectares são identificados pelo sistema.

Os sistemas Prodes(www.obt.inpe.br/prodes) e Deter (www.obt.inpe.br/deter) estão inseridos como ações do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), no Grupo Permanente de Trabalho Interministerial (GTPI), para a redução dos índices de desmatamento da Amazônia legal.

O Grupo foi criado por decreto presidencial, em 2003, e é responsável pelo Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia legal, lançado em março de 2004.