Altas temperaturas geram epidemia de gripe entre cachorros de Moscou

Agência EFE

MOSCOU - As altas temperaturas registradas durante o inverno passado e nesta primavera (hemisfério norte) geraram uma epidemia de gripe entre os cachorros de Moscou, informou hoje uma clínica veterinária da capital russa.

- O número de donos de cachorros que foram ao veterinário aumentou 25% desde o início da primavera. Os invernos temperados como este favorecem a propagação dos vírus - disse um porta-voz da clínica à agência "Interfax".

Os sintomas dos cães doentes são similares aos dos humanos:

- Tosse, freqüentemente com vômitos, muco, aumento da secreção ocular e aumento da temperatura até 41 graus.

Muitos dos doentes são filhotes que não completaram seis meses, já que os cachorros tradicionalmente só são vacinados após sair os primeiros dentes.

- Diante dos primeiros sintomas de doença, é preciso ir em seguida ao veterinário. A gripe canina não é fatal, se o animal for tratado como é devido. Mas, se não recebe cuidados, o mais provável é que acabem pegando uma pneumonia - segundo o porta-voz.