Para Google sinais de TV sem uso deveriam ser usados na web sem fio

Agência AFP

WASHINGTON - O Google apresentou à Comissão Federal de Comunicação americana uma proposta para utilizar as freqüências que a televisão deixou livres com o objetivo de destiná-las à internet ou serviços telefônicos sem fio.

"Ao contrário de outros recursos naturais, não existe um benefício em deixar esse espectro sem explorar", afirmou o conselheiro da empresa, Richard Whitt, em uma carta à Comissão.

"O espaço em branco (deixado pelas transmissões) da televisão oferece uma oportunidade única para proporcionar a todos os americanos um acesso sem fio à internet de banda larga", acrescentou.

A proposta do Google é feita uma semana depois de a empresa perder a aquisição de ondas de 700MHz para a Verizon Wireless e a AT&T, que fizeram o negócio por 19,6 bilhões de dólares.

"O papel do governo não deve ser proteger o statu quo, especialmente bloqueando o acesso à inovação", assinalou Whitt.

"O valor do espaço livre da televisão para todos os americanos é simplesmente muito espetacular para permitir que esta oportunidade única se veja bloqueada por medos infundados, incertezas e dúvidas", assegurou.

Este espaço livre, representado por canais que não realizam transmissões por satélite ou cabo, "pode ser transferido para o desenvolvimento da informática, como a capacidade de fornecer gigabytes por segundo na transferência de dados em um futuro próximo", segundo a carta do Google.