WWF denuncia venda de peles de urso polar pela internet

Agência EFE

MOSCOU - O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) denunciou hoje que a caça ilegal na Rússia acaba anualmente com a vida de até 200 ursos polares, cujas peles são vendidas pela internet e encontram crescente procura.

- A caça ilegal do urso branco e a venda de suas peles pela internet na Rússia continua e tem inclusive aumentado, apesar de estar terminantemente proibida desde 1957 - disse à agência "Interfax' o diretor dos programas da WWF neste país, Víctor Nikífirov.

Ele explicou que o último estudo que acaba de ser realizado pelo Fundo estima que a caça ilegal ocasione a morte de entre 150 e 200 ursos por ano e constata 'os mais altos indicadores de oferta e procura das peles pela internet nos últimos anos'.

- De abril de 2007 a março de 2008 na internet apareceram 30 anúncios de venda de peles de urso polar, o que dá uma média mensal de 2,7, frente a 1,25 em 2003 e 1,13 em 2004 - precisou.

Acrescentou que 'também aumentou o preço médio da pele do urso branco: de US$ 3.000, em 2003, para US$ 6.000 em 2008, com uma margem de preços este ano de entre US$ 2.000 e US$ 12.245'.

- Procuraremos fazer tudo possível para mudar essa situação e salvar esses animais únicos da extinção com a ajuda das autoridades das regiões árticas, a Polícia, inspeções ambientais e patrulhas de ativistas e voluntários - concluiu.