Australiano se suicida com ajuda de robô caseiro

Agência EFE

SYDNEY - Um australiano de 81 anos se suicidou com o auxílio de uma espécie de robô que construiu usando informações obtidas na Internet, informou hoje a imprensa local.

O homem, que deixou uma carta explicando que se mataria porque não queria deixar sua casa para viver num asilo, montou um aparelho que lhe permitiu disparar à distância uma pistola semi-automática carregada com quatro balas.

O médico Philip Nitschke, principal defensor da eutanásia na Austrália, disse que esta morte se tratou de uma ação "extrema e bizarra", e acrescentou que "o fato de haver gente que chegue a esses extremos sugere a necessidade de algum tipo de lei" sobre o assunto no país.

- Muitas destas pessoas chegaram a uma situação na qual a morte é sua opção preferida - acrescentou Nitschke.