Argentina fará representação do sistema solar em maior escala do mundo

Agência EFE

BUENOS AIRES - A província de San Luis, no centro da Argentina, anunciou hoje que abrigará a representação científica do sistema solar na maior escala do mundo como parte da celebração, em 2009, do Ano Internacional da Astronomia.

A representação será construída pela Universidade de La Punta e abrangerá todo o território da província de San Luis, que tem uma extensão de 76.748 quilômetros quadrados.

O sol estará caracterizado a 20 quilômetros da capital de San Luis, na cidade de La Punta (sede da universidade), com um edifício ecumênico de 70 metros de diâmetro, disse o centro de estudos em comunicado.

A distância entre a representação do sol e o planeta mais afastado será de 300 quilômetros.

O projeto prevê que, além das representações científicas dos planetas, haverá reproduções artísticas, a primeira das quais foi inaugurada hoje e se titula 'Rojo y furioso' ("Vermelho e furioso"), sobre o planeta Marte e foi feita pelo artista plástico Miguel Ángel Guardia.

As representações científicas serão realizadas em escala, respeitando a exatidão das medidas astronômicas, para o que a Universidade de La Punta contará com a colaboração do Complexo Astronômico El Leoncito, da província de San Juan (noroeste).

A escala escolhida para a representação científica prevê que as órbitas do sistema coincidam com diferentes cidades, povoados e localidades do interior de San Luis.

- A província prepara esta grande representação do sistema solar para oferecê-la ao mundo no marco da celebração do Ano Internacional da Astronomia - disse a ministra do Progresso de San Luis e reitora da Universidade de La Punta, Alicia Bañuelos.