Polícia do Vietnã detém seis contrabandistas de tigres e ursos

Agência EFE

HANÓI - A Polícia do Vietnã deteve seis pessoas suspeitas de pertencer a uma quadrilha internacional de contrabandistas de animais selvagens e recuperou dois tigres e 12 ursos, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

"Os tigres se encontram bem agora. Ainda não decidimos o que fazer com eles', disse Nguyen Van Nhung, do Centro de Resgate da Natureza em Hanói, que cuida temporariamente dos animais, em perigo de extinção.

O Vietnã pune o comércio com espécies protegidas com penas de até sete anos de prisão e multa equivalente a US$ 1.250.

A operação policial aconteceu na segunda-feira, quando os supostos contrabandistas, vigiados durante dois meses, estavam transportando os dois tigres, cada um deles pesando cerca de 100 quilos. Os animais haviam recebido tranqüilizantes.

Na casa dos detidos apareceram os corpos congelados de mais quatro tigres, 10 patas de urso, duas presas de elefante, um chifre de rinoceronte e 16 quilos de pasta de ossos de animais, segundo o jornal 'Lao Dong'. Os ursos estavam presos em outro local controlado pelos contrabandistas.

A pasta de ossos de tigre é muito apreciada entre os vietnamitas por suas supostas propriedades contra a osteoporose, a artrite e outros problemas ósseos. No mercado negro, o quilo é vendido por cerca de US$ 5 mil.

Um dos detidos confessou que pensava em vender por US$ 20 mil cada um dos dois tigres vivos.