Proposta de instalar máquinas de camisinhas nas escolas é premiada

Agência JB

SÃO PAULO - O projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE) foi premiado nesta sexta-feira por propor a instalação de máquinas de camisinhas nas escolas públicas, pelos ministérios da Saúde e da Educação, e agências da Organização das Nações Unidas no Brasil.

De acordo com o Programa Nacional de DST e Aids, ligado ao Ministério da Saúde, os responsáveis pelo projeto receberão R$ 100 mil para o desenvolvimento das máquinas dispensadoras de preservativos, que serão usadas em escolas onde já existe projeto pedagógico para promoção da saúde e da prevenção junto aos alunos.

Foram finalistas três projetos dos Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefet) da Paraíba, do Rio de Janeiro e de Santa Catarina. O vencedor foram os estudantes catarineneses, por terem apresentado a proposta mais completa e coerente com as diretrizes do SPE.

Além disso, a parte tecnológica atendeu aos critérios propostos no edital do concurso. O segundo lugar foi o projeto da Paraíba e o terceiro, o do Rio de Janeiro. Os vencedores receberão prêmios de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente.

Os valores do prêmio de máquinas dispensadoras de preservativos serão investidos em equipamentos e viagens para conhecer experiências bem-sucedidas de prevenção da aids e outras doenças sexualmente transmissíveis.

Além disso, cada instituição receberá certificado de reconhecimento pelo engajamento no trabalho de prevenção. O protótipo da máquina vencedora será testado, para avaliar sua funcionalidade. O projeto faz parte do processo de promoção da saúde sexual e saúde reprodutiva de adolescentes e jovens.

(Com informações do Portal Terra)