Brasil e China darão imagens de satélite à África

Agência EFE

BRASÍLIA - Brasil e China decidiram distribuir de forma gratuita entre os países africanos as imagens obtidas pelo Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS), operado por ambos os países, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

Segundo um comunicado do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, essas imagens permitirão aos Governos dos países do continente africano uma melhor prevenção de desastres naturais, assim como prever secas, controlar o processo de desertificação e preparar-se para eventuais ameaças à produção agrícola.

"O novo serviço prestado por Brasil e China representará contribuição importante ao sistema global de observação da Terra que está sendo promovido no âmbito do GEO e virá apoiar o desenvolvimento sustentável no continente africano", diz a nota.

O comunicado acrescenta que "além de prover imagens de alta qualidade, o Brasil está também comprometido com o fornecimento de software de processamento de imagens e outras ferramentas de interpretação, assim como treinamento a usuários africanos interessados".

O Programa CBERS é resultado de projetos de cooperação na área espacial que o Brasil e China iniciaram em 1988, e até agora permitiu pôr em órbita três satélites, o último deles em 19 de setembro.

Outros dois satélites, com tecnologia de observação mais avançada, deverão ser lançados em 2010 e 2012.