Panda 'transexual' dá à luz duas filhotes na China

Agência EFE

CHINA - A panda gigante Jinzhu, que durante anos foi considerada um macho mas acabou se revelando uma fêmea, deu à luz duas filhotes na província de Sichuan, no sudoeste da China, mas corre risco de vida devido a uma hemorragia, segundo informou nesta quinta-feira a agência estatal chinesa "Xinhua".

A mãe se encontra em estado crítico após dar à luz duas fêmeas.

Elas nasceram com uma hora de diferença, pesando 190 e 70 gramas.

Jinzhu nasceu em 1996 e foi identificada como um macho. O especialista em pandas Li Desheng justificou o erro explicando que "o pênis de um panda adulto mede apenas três centímetros".

Convencidos de seu sexo, os cuidadores mandaram Jinzhu ao Japão para se reproduzir com outra panda. Mas, diante do total desinteresse dos dois animais, os cientistas descobriram que o animal não tinha genitais masculinos.

A panda voltou à China, onde foi objeto de controvérsia entre os especialistas. Alguns opinavam que ela era hermafrodita, e para outros simplesmente era um macho que não tinha desenvolvido seus órgãos sexuais.

Em 2005, uma endoscopia demonstrou que Jinzhu era uma fêmea, com ovários, mas no lugar errado. Foi operada para corrigir o problema e, este ano, pôde ficar grávida e ter gêmeas.

O nascimento de pandas gêmeos é muito freqüente nos centros de criação e pesquisa de pandas, devido ao uso de técnicas de inseminação artificial.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais