Tolmasquim diz que já foi autorizado procura de local para nova usina

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, informou nesta terça-feira, dia 7, que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) já deu autorização para que a Eletronuclear inicie os estudos, a fim de definir o local de instalação da quarta usina do país, com capacidade de produção de cerca de mil megawatts.

A nova usina nuclear deverá ser instalada na região Nordeste e tem previsão de entrar em operação entre 2015 e 2020.

- É um projeto adicional ao de Angra 3, que entrará em operação em meados de 2013 - esclareceu Tolmasquim, ao lembrar que a construção da quarta usina está prevista no Plano Nacional de Energia.

Durante o encontro Energy Summit 2007, Tolmasquim também defendeu mudanças nos critérios de entrega de energia (despacho) das usinas térmicas para o sistema - o que poderá viabilizar a participação das unidades movidas a gás natural liquefeito (GNL) nos próximos leilões.

O governo, acrescentou, já avalia com o Operador Nacional do Sistema (ONS) a possibilidade de aumentar o prazo para que seja dada a determinação de entrega dessa energia, hoje de apenas 24 horas. A idéia em estudo, explicou, é de aumentar até 60 dias o prazo exigido pelo ONS à usina térmica.

- Se o ONS pede com essa antecedência, a Petrobras pode fazer a encomenda - enfatizou.

O objetivo do governo é de que a nova regra já possa ser utilizada no próximo leilão de energia nova, previsto para até o final de setembro, com prazo de entrega para 2012.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais