Chineses descobrem floresta petrificada há mais de um milhão de anos

Agência EFE

PEQUIM - Cientistas chineses descobriram na província de Anhui (leste) uma floresta petrificada de entre um e dois milhões de anos, informou nesta quarta-feira a agência estatal 'Xinhua'.

O responsável do escritório de turismo local, She Xianbing, afirmou que a floresta tem uma superfície de 200 metros quadrados e fica na montanha de Xianyu, no município de Dongzhi.

As árvores, transformadas em sílex, têm até 3,5m de altura e 1,2m de diâmetro e poderiam fornecer informações sobre o clima e a vegetação pré-históricas, acrescentou.

Segundo especialistas do Instituto de Paleontologia de Nankin, na província de Jiangsu, a floresta contém restos fossilizados de pinheiros, ciprestes, abetos e abricós.

A floresta permaneceu enterrada durante todos estes anos, mas com o passar do tempo as chuvas acabaram revelando sua superfície.