Ações da Google batem recorde após anúncio de aliança com a Salesforce

REUTERS

BERKELEY - O líder entre os serviços de buscas na internet, o Google, viu suas voláteis ações atingirem um preço de fechamento recorde, cotadas a 518,84 dólares no fechamento da terça-feira, à medida que o ímpeto conquistado com anúncios recentes de novos produtos e parcerias servia para compensar revezes na área regulatória.

Em sua mais recente jogada, o Google anunciou uma aliança com a produtora de software empresarial Salesforce.com, na terça-feira, e comunicou que os dois grupos haviam desenvolvido um novo produto que permite que a publicidade do Google seja revendida usando software da Salesforce, como parte de uma ampla aliança entre as duas companhias.

As ações do Google, que haviam ultrapassado a marca dos 500 dólares apenas três vezes este ano, fecharam com alta de 11,77 dólares, ou 2,3 por cento, superando a alta da bolsa Nasdaq.

O recorde de alta anterior das ações foi estabelecido em novembro de 2006, com a cotação de 509,65 dólares, em meio a um debate entre analistas de Wall Street sobre quanto tempo levaria para que as ações da empresa chegassem aos 600 dólares. Em março, as ações recuaram para apenas 440 dólares.

A alta surge apesar das investigações que o Google vem sofrendo de parte das autoridades regulatórias norte-americanas com relação a sua proposta de adquirir o serviço de publicidade online DoubleClick por 3,1 bilhões de dólares.

Os concorrentes do Google alegam que a aquisição causaria perda de competição no mercado de publicidade online. E grupos europeus de defesa da privacidade criticaram o Google com relação ao período em que a empresa mantém armazenados os dados pessoais que colige de seus serviços.

A recente alta nas ações surgiu depois de avanços da subsidiária de vídeo online do Google, o YouTube, que assinou acordos com diversas grandes empresas de mídia para licenciar o uso de seus programas de TV, música e vídeos para uso no serviço, com divisão da receita publicitária que eles venham a gerar. O Google também introduziu recentemente um serviço de publicidade em rádio.

- No geral, consideramos que essas iniciativas ampliarão a vantagem competitiva do Google nas buscas e, no futuro, em termos mais amplos no mercado publicitário, disse Anthony Noto, do Goldman Sachs, em nota a investidores.