Casal pega prisão perpétua por morte de bebê devido à desnutrição

Agência JB

WASHINGTON - Um casal vegetariano radical foi condenado à prisão perpétua nos Estados Unidos pela morte por desnutrição do seu filho. O bebê morreu seis semanas após o nascimento depois de ter sido alimentado com leite de soja e suco de maçã orgânico.

Os advogados de Lamont Thomas e Jade Sanders alegaram que o casal não desnutriu a criança intencionalmente ao colocá-la sob a dieta vegetariana. Mas os promotores americanos, em Atlanta, disseram que o casal negligenciou o bebê deliberadamente.

- Não importa quantas vezes eles digam 'nós somos naturalistas, nós somos vegetarianos', essa não é questão desse caso - disse o promotor Chuck Boring.

- A criança morreu porque não foi alimentada. Ponto.

Crown Shakur pesava 1,6 kg quando morreu em abril de 2004. O menino nasceu na banheira da residência do casal. Um dos advogados de defesa disse ao jornal Atlanta Journal-Constitution que Thomas e Sanders não procuraram a ajuda de um médico porque temiam que o hospital estivesse cheio de germes.

Segundo o advogado, o casal só percebeu que o bebê corria risco de vida quando já era tarde demais. O júri deliberou por sete horas antes de anunciar o veredicto no dia 2 de maio.

Ao dar a sentença, o juiz disse que o veredicto de assassinato tornava a prisão perpétua obrigatória.

(Com BBC Brasil)