Soyuz retornará à Terra com três tripulantes a bordo em 21 de abril

Agência EFE

MOSCOU - A aterrissagem da nave russa Soyuz TMA-9, com três astronautas a bordo, inicialmente previsto para 20 de abril, foi adiado um dia e será realizada no sábado, anunciou hoje o Serviço Federal de Navegação Aérea da Rússia.

- A comissão estatal aprovou a nova data e hora de retorno da nave, que será no dia 21 de abril às 12h31 GMT (9h31 em Brasília), afirmou o porta-voz do serviço federal, Andrei Prianishnikov.

A Soyuz TMA-9, atualmente acoplada à Estação Espacial Internacional (ISS), trará à terra três dos seis ocupantes da plataforma orbital: o cosmonauta russo Mikhail Tyurin, o astronauta americano Michael López-Alegria e o turista americano Charles Simonyi.

Segundo o novo programa de retorno da Soyuz, a nave deve aterrissar em uma área situada cerca de 135 quilômetros ao norte da localidade de Dzheskazgan, no sul do Cazaquistão, acrescentou o porta-voz.

O adiamento do retorno da Soyuz se deve a que ocorreu uma inundação na região de Arkalik, no norte do Cazaquistão, onde a nave devia aterrissar inicialmente.

Graças à mudança da data de volta da Soyuz, Simonyi, o quinto turista a visitar a ISS, baterá o recorde de permanência de um astronauta não profissional no espaço, com um total de quase 14 dias.