OMS recebe sugestões pela internet para atualizar relação de doenças

Agência EFE

GENEBRA - A Organização Mundial da Saúde (OMS) abriu nesta segunda um espaço na internet sobre seu projeto de revisão da Classificação Internacional de Doenças (CIE), com a intenção de que, pela primeira vez, qualquer interessado possa participar e apresentar suas opiniões.

Esta classificação é uma descrição detalhada de doenças conhecidas no mundo e constitui a base da norma mundial aplicável às estatísticas médicas e sanitárias, pois os países a usam para planejar seus programas de saúde pública, prevenção e tratamentos.

O objetivo desta revisão é atualizar a relação e incorporar os avanços mais recentes da medicina e as novas doenças, assim como melhorar as informações que permitem as análises internacionais.

A última revisão da CIE foi realizada em 1990 por todos os Estados-membros da OMS e entre outras modificações, o homossexualismo foi retirado da lista de transtornos mentais.

A partir desta segunda, qualquer interessado pode acessar o site https://extranet.who.int/icdrevision e se registrar para oferecer sua colaboração, com as correspondentes argumentações e provas, através de um formato que imita a famosa enciclopédia virtual 'wikipedia'.

- As normas comuns são necessárias para comparar os resultados entre países, algo que começou a ser feito com a expectativa de vida n o início do século 20 e que hoje só é possível graças à aplicação das informações da CIE sobre mortalidade - informou a OMS.

A entidade é, desde sua criação em 1948, depositária do CIE e desde então se encarregou de coordenar suas atualizações, principalmente através de conferências internacionais de especialistas.

Para a 11ª revisão deste banco de dados foram criados vários grupos de consulta especializados em saúde mental, causas externas, doenças raras e medicina interna, embora ainda se trabalhe na constituição de outros grupos.

O lançamento do site da OMS coincide com o início da primeira reunião dos grupos de orientação responsáveis pela revisão.