Arqueólogos descobrem túmulos na China que podem pertencer a membros de dinastias reais

'Um conjunto de túmulos foi descoberto na província de Zhejiang, na China, e poderia ter pertencido a um reino antigo conhecido como Gumie, informaram os arqueólogos'

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

O complexo tumular, datado da dinastia Zhou Ocidental (1046-771 a.C.), está localizado na cidade de Quzhou, no distrito de Qujiang. Até agora, seis dos dez túmulos já foram desenterrados, de acordo com o jornal Xinhua.

Várias relíquias foram descobertas em quatro túmulos, incluindo bens requintados de jade, porcelana, bronze, e até carruagens de bronze.

 

 

[Tradução: O Great Ding Ding é uma relíquia cultural nacional de primeira classe da República Popular da China. Foi descoberto no condado de Qishan, província de Shaanxi, nos primeiros anos de Daoguang na Dinastia Qing. Qishan foi o local de nascimento da antiga Dinastia Zhou. The Great Ding Ding foi lançado no 23º ano do Rei Zhou Kang]

Segundo os arqueólogos, julgando pelo estilo de construção e sua escala, os túmulos pertencem, provavelmente, a entidades reais, e poderiam ser do governante do antigo reino "Gumie", cujo território se estendia, principalmente, por Zhejiang moderna.

"As descobertas são de grande importância para os estudos da Herança Jade, a origem da porcelana, e o desenvolvimento do sistema funerário", disse Wang Wei, da Academia Chinesa de Ciências Sociais, citado pelo portal.

Contudo, Yang Jianwu, diretor do Departamento de Relíquias Culturais da província, disse que ainda há muitos mistérios em torno dos túmulos a serem resolvidos. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais