Inocentes de Belford Roxo espera emocionar a Sapucaí na homenagem aos Mamonas Assassinas

RIO - Misturando a alegria e a irreverência que marcou a banda de rock cômico que revolucionou a música brasileira nos anos 90, a Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo homenageia no Carnaval 2011 o Grupo Mamonas Assassinas. Não faltarão luxo e criatividade na Marquês de Sapucaí, no sábado de Carnaval, e claro, todos os detalhes que marcaram o grupo que virou fenômeno nacional em pouco mais de um ano, como a tradicional Brasília Amarela original – vinda diretamente de Guarulhos (SP) cedida pelos familiares; o Robocop Gay; Sabão Cra crá, entre outras coisas da saga musical dos cinco músicos.     

A Inocentes de Belford Roxo tenta neste ano chegar à elite do carnaval carioca, depois de ter ficado com o vice-campeonato em 2010, numa disputa acirrada com a São Clemente. A escola belforroxense será a sexta escola a pisar na Passarela do Samba no desfile do Grupo de Acesso A.

O carnavalesco Cristiano Bara acredita que o carisma e o sucesso dos músicos falecidos no dia 2 de março de 1996, após acidente aéreo, contagiarão não somente os jurados como o público presente ao desfile na Sapucaí, e levará a escola da Baixada Fluminense pela primeira vez ao Grupo Especial.

“O carisma dos Mamonas Assassinas permanece até hoje e vai dar samba. Cantaremos e sambaremos através da ótica da alegria. O nosso enredo é baseado na emoção, musicalidade, sonhos e irreverências dos rapazes do interior de São Paulo, que viveram um grande sonho e se tornaram ídolos. Um retrato alegre do Brasil”, afirma o carnavalesco, que confirmou ainda que os familiares dos cinco roqueiros estarão presentes ao desfile.

Umas das alegorias de destaque será a dedicada ao Robocop Gay, música de sucesso dos Mamonas, que estará sendo usada pelos componentes da bateria . “Na verdade, eles vão vir de camuflado rosa choque, com coturno pink. O mestre da bateria será o comandante da tropa gay, com farda rosa, cheia de condecorações e pantufa de bichinho”, destaca Cristiano Bara, guardando o mistério das fantasias para o público que prestigiar o desfile de sábado.

A escola desfilará com 2.500 componentes, com cinco alegorias, sendo 250 integrantes da bateria.