Comissão de Ética investigará vereadora por venda de voto no Nordeste

Anna Ruth Dantas, Portal Terra

NATAL - As denúncias contra a vereadora de Natal, Sargento Mary Regina (PDT), candidata a deputada estadual, que em vídeo no Youtube confirmou ter trocado o voto para Presidência da Câmara de Natal por R$ 10 mil em cargos comissionados, serão investigadas pela Comissão de Ética do Legislativo. O presidente da Câmara, vereador Dickson Nasser (PSB), que foi citado pela vereadora como tendo "comprado" o voto dela, confirmou que encaminhará para a Comissão o pedido de abertura de processo.

Nos 18 vídeos postados no Youtube, a vereadora aparece afirmando que vendeu o voto para Dickson Nasser, atual presidente da Câmara Municipal, pela garantia de receber R$ 10 mil em cargos comissionados, que seriam nomeados pela Mesa Diretora. Ela destaca ainda que usa os 5.498 votos, recebidos na eleição de 2008, como moeda para conseguir apoio para o pleito de 2010, onde disputa uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Em entrevista à imprensa potiguar, Sargento Regina confirmou que as imagens e voz são suas e reiterou que, em troca do voto em Nasser, recebeu R$ 10 mil em cargos comissionados que foram nomeados na cota exclusiva da Mesa Diretora da Câmara. Além desses, a parlamentar tem 14 comissionados lotados no seu gabinete.

Na reveladora entrevista, a vereadora admitiu que os cargos comissionados lotados no gabinete dela e ainda os três que foram escolhidos como nomeação da Mesa Diretora contribuem "voluntariamente" para compor o salário de outras 16 pessoas que trabalham com ela.

"Onde está corrupção nisso aí? Nunca ouvi dizer que é propina você recolher imposto de renda. Existe um acordo. Quem está com um cargo de R$ 4 mil, ele retira o desconto de imposto de renda e, voluntariamente, pelo acordo que foi feito, ele (o cargo) tem que ajudar um companheiro ou outro", diz a vereadora Sargento Regina.