Técnico de Portugal culpa Brasil por nervosismo em campo

Portal Terra

DURBAN - O técnico Carlos Queiroz, de Portugal, culpou a Seleção Brasileira pelo nervosismo mostrado pelos jogadores dentro de campo no empate por 0 a 0 desta sexta-feira, em Durban, pela última rodada da primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul.

Quando perguntado o motivo pelo qual a partida foi tão nervosa, principalmente no primeiro tempo, Queiroz foi direto e atacou os brasileiros. "Tem que perguntar ao Brasil e não a nós. Não quero fazer comentários, é um dia de comemorar. Portugal se classificou e com méritos", disse.

Sobre o lance específico no qual Felipe Melo chutou uma bola muito forte e quase o acertou, o treinador também mostrou insatisfação. "Deixo esse lance para sua apreciação", resumiu, com o semblante fechado. Em campo, na ocasião da jogada, Queiroz se descontrolou, gritando e apontando para o volante brasileiro.

E, perguntado quem tem mais chances na Copa do Mundo, Brasil ou Argentina, foi seco. "Peço desculpas. A pergunta é interessante. Mas a minha atenção está dedicada à equipe portuguesa e estará dirigida ao próximo adversário que vamos enfrentar".

Para completar sua rodada de indignações, Queiroz criticou a arbitragem da partida. "Como já disse, eu deixo... É melhor não fazer comentários sobre a arbitragem..."

Apesar da vaia das arquibancadas para as duas equipes após o apito final, Queiroz preferiu dizer que viu um grande jogo. "No final eu acho que foi um grande espetáculo de futebol. Os jogadores estiveram bem. Acho que o empate foi um resultado justo".