Queiroz sobre os 'espiões' brasileiros: "Bem feito"

JB Online

DA REDAÇÃO - O JB Online aproveitou a entrevista coletiva após o jogo de Brasil 0x0 Portugal desta sexta-feira, em Durban, para perguntar ao técnico da seleção portuguesa Carlos Queiroz se ele tinha algo a comentar sobre a detenção da equipe de TV brasileira, acusada de espionar o treino de Portugal. Ao JB, Queiroz disse que desconhecia o ocorrido, mas que se realmente os brasileiros estivessem espionando as estratégias portuguesas, a penalidade havia sido muito bem aplicada. Não sei de nenhuma equipe de TV detida, mas se fizeram isso, foi muito bem feito! .

Antes do jogo, publicamos a reportagem que descrevia o constrangimento pelo qual jornalistas da TV Brasil haviam passado na última quarta-feira, quando foram abordados pela polícia sul-africana, em Magaliesburg (a cerca de 100 km de Joanesburgo), e detidos por quase duas horas. Após a resposta, Carlos completou dizendo que só então havia entendido a forma como o Brasil acabara de jogar... Ah, agora eu sei o porquê de a Seleção Brasileira entrar em campo daquele jeito...

Assim como havia falado desde o início da coletiva, quando cortou a pergunta (com críticas) de um jornalista justificando seu clima de celebração, Queiroz realmente parecia não se importar com o fato vivenciado pelos brasileiros. Ele distribuía sorrisos ao entrar na sala de imprensa com o seu orgulho a tiracolo: Cristiano Ronaldo, eleito o melhor jogador da partida.

O mais intrigante na resposta de Queiroz é que a história não foi solucionada na estrada (onde a equipe foi abordada pela polícia enquanto gravava imagens), mas sim no campo de treinamento da equipe portuguesa!? Escoltados por muitas viaturas até o chefe da segurança da seleção de Portugal, assessores de imprensa e um representante da polícia local, eles mostraram todo o material gravado. Após uma minuciosa avaliação (realizada no centro de imprensa ao lado do campo, em Magaliesburg ), os jornalistas brasileiros foram, finalmente, liberados.