Eto'o pede desculpas após ameaçar agredir jornalista

Portal Terra

JOHANNESBURGO - A pífia campanha na Copa do Mundo de 2010 deixou os ânimos à flor da pele na seleção de Camarões. Nesta quinta-feira, após a derrota por 2 a 1 para a Holanda, o atacante Samuel Eto'o se desculpou publicamente após ameaçar agredir um jornalista camaronês. As informações são do site especializado em futebol CamFoot.

A ameaça de Eto'o contra o jornalista Stephen Sunou, do próprio portal, teria ocorrido na última terça-feira. Depois do pedido de desculpas, o veículo publicou uma nota afirmando: "nós gostaríamos aceitar essas desculpas, significando que ameaças verbais, físicas ou outras não devem fazer parte da atmosfera da equipe nacional".

O atacante viveu um Mundial bastante movimentado. Em três partidas, ele marcou dois gols, mas não evitou as quedas de seu time diante de Holanda, Dinamarca e Japão. Após perder na estreia para os asiáticos, o astro chegou a criticar o técnico Paul Le Guen por escalá-lo aberto pela ponta direita em vez de como centroavante, posição que ocuparia nas outras duas partidas.

Antes da Copa, o jogador da Inter de Milão ainda não aceitou as críticas feitas pelo ex-atleta Roger Milla, integrante da seleção camaronesa quadrifinalista da competição de 1990, e ameaçou não disputar o Mundial, dizendo que não "precisava disso".

Entre os comandados de Le Guen, que deixará o cargo depois da eliminação precoce na África do Sul, o clima já havia esquentado no início desta semana. Irritado com um texto escrito por Jean Robert Frédéric Fouda exatamente no Camfoot, Alexandre Song se dirigiu ao jornalista para reclamar na última terça-feira, precisando da intervenção do assessor de imprensa camaronês até se acalmar.

O artigo indicava que o relacionamento de Song com muitos de seus compatriotas seria "bastante tensa" e suas "atitudes dentro e fora do campo" estariam "longe de ser perfeitas". Por fim, o site ainda ironizou o jogador, publicando que o comportamento "furioso" mostrado diante de Fouda só "confirmou" as acusações.