Brasil cai no caminho do Chile e Bielsa "teme" confronto

Celso Paiva, Portal Terra

PRETÓRIA - O Chile precisava apenas de um empate contra a Espanha em Pretória para confirmar o primeiro lugar do Grupo H. Porém, os atuais campeões europeus venceram por 2 a 1 e a equipe comandada por Marcelo Bielsa terminou a chave na segunda posição. O Brasil será o adversário nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Em dois confrontos contra a equipe de Dunga nas eliminatórias, Bielsa perdeu todos, por 3 a 0 em Santiago e 4 a 2 em Salvador. O treinador do Chile sabe que enfrentará um adversário com tradições em Mundiais. O Brasil é um time temido, segundo o técnico.

"Historicamente, o Brasil é uma equipe que dispensa comentários, um time temido. Esta Seleção reúne todas as características de criatividade e agregou a isso agressividade e contundência", analisou.

Nesta sexta-feira, o Chile enfrentou outro time favorito para ganhar a Copa do Mundo. Apesar de perder da Espanha, Bielsa classificou como positiva a experiência de enfrentar um adversário com bom conjunto coletivo, além de ter atletas habilidosos.

"Enfrentamos hoje (sexta) um adversário que, muito mais do que habilidade, trabalha em coletivo. Foi um bom aprendizado para o próximo jogo. Somos um time acostumado a recuperar a bola, e não golpear o adversário. Foi importante enfrentarmos a Espanha para o futuro".

Com os dois confrontos pelas eliminatórias sul-americanas, Bielsa já tem conhecimento de quais pontos deve tentar neutralizar a equipe de Dunga no confronto de segunda-feira, em Johannesburgo. O técnico disse que a atual Seleção tem pontos em comum com equipes brasileiras do passado.

"Os laterais (do Brasil) são muito eficientes, a zaga é muito boa e temos que nos preocupar com os atacantes também. Vejo um paralelismo histórico entre esta Seleção Brasileira e as do passado. A forma cautelosa (com que o Brasil joga) é apenas uma adaptação que veio ao longo do tempo". O jogo entre Brasil e Chile será disputado na segunda-feira às 15h30 (de Brasília), no Estádio Ellis Park, em Johannesburgo. Quem passar do confronto, enfrenta o ganhador de Holanda e Japão.