Para meia eslovaco, Pirlo tem papel vital na seleção italiana

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Marek Hamsik, da Eslováquia, conhece bem o adversário desta quinta-feira. Apesar de ter apenas 22 anos, o jogador atua no futebol italiano há sete. De acordo com informações do site oficial da Fifa, o atleta do Napoli prevê uma partida dura contra os atuais campeões. E quando questionado sobre qual jogador italiano deve ser tratado com particular atenção, Hamsik cita seu companheiro de posição, Andrea Pirlo.

O eslovaco afirma que Pirlo tem papel vital na Itália, pois tudo passa por ele - que distribui com qualidade e inteligência o jogo. Pirlo, porém, ainda não atuou nesta Copa. Mas, segundo o treinador italiano, Marcello Lippi, o volante do Milan, que sentiu uma lesão na panturrilha esquerda no início do mês, ficará como opção para a partida desta quinta-feira. De acordo com o técnico, é muito cedo para Pirlo iniciar um jogo.

O site da Fifa também informa que Hamsik lamenta o fato de a Eslováquia ter cedido o empate por 1 a 1 à Nova Zelândia, na estreia das seleções no Mundial, aos 48min do segundo tempo. Para ele, uma vitória naquele jogo possibilitaria a sua equipe de prosseguir na fase de grupos dependendo de suas próprias forças.

Para se classificar às oitavas de final, a seleção eslovaca, com um ponto no torneio, precisa vencer a italiana, que tem dois, nesta sexta-feira, às 11h. Mesmo assim, dependerá do resultado do outro confronto do Grupo F, no mesmo horário, entre Paraguai, 4 pontos, e Nova Zelândia, 2 pontos.