Na volta de Robben, Holanda bate Camarões e encara algoz da Itália

Tarian Chaud, Portal Terra

CIDADE DO CABO - A Holanda não apresentou um futebol empolgante, mas jogou o suficiente para vencer Camarões por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Estádio Green Point, na Cidade do Cabo. Além do resultado, que confirmou a classificação para a segunda fase da Copa do Mundo como líder do Grupo E, o destaque foi a volta de Arjen Robben, recuperado de lesão no tendão. O adversário nas oitavas de final será a Eslováquia, que eliminou a Itália.

Nos poucos minutos que jogou, o atacante do Bayern de Munique (ALE) mostrou boa movimentação e participou diretamente do segundo gol, marcado por Huntelaar. Os europeus haviam aberto o placar no primeiro tempo com Van Persie, após tabela com Van der Vaart. Os africanos chegaram à igualdade com Samuel Eto'o, que converteu cobrança de pênalti na etapa final.

Com o resultado, a Holanda chegou aos nove pontos, com 100% de aproveitamento. Camarões, que já entrou na partida sem chances de avançar no Mundial, terminou sem um ponto sequer. O Japão, que bateu a Dinamarca por 3 a 1, é a outra equipe da chave que segue na competição.

O técnico holandês Bert van Marwijk poupou apenas o lateral direito Van der Wiel, que estava pendurado, substituindo-o por Boulahrouz. Do lado camaronês, Paul Le Guen manteve o esquema 4-4-2, mas escalou novas caras entre os titulares, como os volantes Chedjou e N'Guémo e o ala Bong.

A partida começou acelerada, com Chedjou e Van der Vaart conseguindo uma finalização para cada lado nos primeiros cinco minutos. Depois, porém, o ritmo diminuiu. Precisando só de um empate para garantir a primeira posição da chave, a Holanda esfriava o jogo contra um desorganizado e desentrosado time de Camarões.

Só aos 19min apareceu outra chance de gol: Van Persie recebeu lançamento longo, matou no peito e saiu na cara de Souleymanou, mas chutou em cima do goleiro. Com 25min, Van der Vaart bateu falta de perna esquerda e o camisa 16 de Camarões fez outra boa defesa.

Com dificuldades para trocar passes no ataque, Camarões só conseguiu chegar aos 30min. Geremi cruzou da direita e Makoun se antecipou ao goleiro Stekelenburg, mas a cabeçada saiu por cima da meta. Os holandeses responderam no minuto seguinte, quando Kuyt recebeu de Boulahrouz na área e bateu cruzado, com perigo, para fora.

A superioridade do time europeu se traduziu em gol aos 36min. Van Persie saiu da posição de centroavante, caiu pela direita e recebeu a bola de Kuyt; depois, fez bonita tabela com Van der Vaart e saiu frente a frente com Souleymanou. Desta vez, o camisa 9 bateu por baixo do goleiro camaronês, balançando as redes no Estádio Green Point.

Os times voltaram sem alterações para o segundo tempo e Van Persie quase marcou de novo aos 5min. O atacante recebeu excelente passe em profundidade no meio dos zagueiros camaroneses, avançou e bateu de pé direito, mas Souleymanou pegou. Sneijder ameaçou em cobrança de falta aos 9min e o goleiro africano fez outra defesa tranquila.

Aos poucos, o jogo foi mudando. Camarões foi se soltando e Le Guen colocou o atacante Aboubakar no lugar de Bong. Pouco depois, N'Guémo assustou os holandeses aos 14min ao pegar sobra de escanteio e bater para fora da entrada da área. Dois minutos depois, Makoun recebeu grande passe e ficou de frente com Stekelenburg, mas chutou fraco e facilitou a defesa do goleiro.

A pressão africana deu resultado aos 18min, quando Geremi bateu falta e Van der Vaart, na barreira, interceptou a bola com a mão. Eto'o bateu o pênalti com perfeição e empatou a partida, fazendo a Holanda sofrer seu primeiro gol na Copa.

Aos 27min, finalmente o momento que a torcida holandesa tanto esperava. O astro Robben entrou no lugar de Van der Vaart para fazer sua estreia na Copa de 2010. Os camaroneses também fizeram uma substituição importante: N'Koulou deu lugar ao veterano zagueiro Rigobert Song, 33 anos, que participa do quarto Mundial da carreira.

E Robben mostrou por que é candidato a estrela da competição aos 38min. Após boa jogada individual pela direita, ele soltou uma bomba que acertou a trave de Souleymanou; no rebote, Huntelaar tocou para o gol vazio e recolocou o time europeu na frente do placar.

FICHA TÉCNICA

Camarões 1 x 2 Holanda

Gols

Camarões: Eto'o, aos 19min do 2º tempo

Holanda: Van Persie, aos 36min do 1º tempo, e Huntelaar, aos 38min do 2º tempo

Ponto Forte de Camarões

Foi para cima da Holanda no segundo tempo e dominou o jogo por 15 minutos

Ponto Forte da Holanda

Passou bem a bola no meio de campo e apostou em boas jogadas pelas pontas

Ponto Fraco de Camarões

Desorganização da defesa, que sempre deixava largos espaços

Ponto Fraco da Holanda

Relaxou na volta para o segundo tempo, jogando de forma desinteressada

Personagem do jogo

Robben, que voltou bem após três semanas parado por contusão e participou do segundo gol

Esquema Tático de Camarões

4-4-2

Souleymanou; Geremi, Mbia, N'Koulou (Rigobert Song) e Assou-Ekotto; Makoun, Chedjou, N'Guémo e Bong (Aboubakar); Eto'o e Choupo-Moting (Idrissou). Técnico: Paul Le Guen

Esquema Tático da Holanda

4-2-3-1

Stekelenburg; Boulahrouz, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst; De Jong e Van Bommel; Kuyt (Elia), Sneijder e Van der Vaart (Robben); Van Persie (Huntelaar). Técnico: Bert van Marwijk

Cartões amarelos

Camarões: N'Koulou

Holanda: Kuyt, Van der Vaart e Van Bronckhorst

Árbitro

Pablo Pozo (CHI)

Local

Estádio Green Point, Cidade do Cabo