Ministra dos Esportes avisa: cabeças vão rolar na Federação Francesa

Portal Terra

PARIS - A ministra dos Esportes da França, Roselyne Bachelot, afirmou que os jogadores franceses ainda não foram pagos e que "cabeças vão rolar" na Federação Francesa de Futebol após o desastre na África do Sul. A seleção europeia foi eliminada sem ter vencido uma única partida sequer e ficou marcada pelas turbulências internas vividas durante o torneio.

Bachelot disse que a saída do presidente da entidade é inevitável, mas que não é uma coisa que ela gostaria que acontecesse. Além disso, ela informou que nenhum atleta recebeu prêmios pela participação no Mundial.

A polêmica envolvendo a equipe francesa começou quando Nicolas Anelka ofendeu o treinador Raymond Domenech e foi sacado do grupo. Depois, Ribery e Gourcuff discutiram, enquanto Evra e o preparador físico Robert Duverne quase partiram às vias de fato durante um treinamento, que teve de ser cancelado.

Os jogadores diziam publicamente que existia um "traidor" no grupo, e enviaram uma carta à imprensa anunciando seus descontentamentos com a dispensa de Anelka. A ministra francesa foi até a África ter uma conversa particular com os atletas, onde disparou severas críticas e fez alguns deles chorarem.

A França foi eliminada no Grupo A do torneio com apenas um ponto ganho em nove disputados e ficou com a lanterna da chave.